Fosfoetanolamina: O que é isso? Seria a cura para o câncer?

A Fosfoetanolamina tem estado presente nos noticiários de TV, rádio e internet. Tem sido comentada e divulgada em mídias sociais e parece que todo mundo tem algo a dizer sobre ela. Mas, afinal, quem é essa ilustre desconhecida de nome comprido e complicado?

A substância na verdade é um aminoácido(molécula que compõe uma proteína). Estudos indicam que ela reativa a morte celular programada, estimulado o sistema de defesa do organismo contra células de tumores malignos.

Existem de dois tipos:

Biológica e sintética. A biológica é encontrada em células do corpo e no leite materno.

Segundo o site jusBrasil “A FOSFOETANOLAMINA é uma substância produzida pelo corpo humano e pode ter como função combater tumores, impedindo-os não só de crescer como levando as células cancerosas à morte no processo chamado morte celular programada.

A Fosfo sintética “é uma substância idêntica à produzida pelo nosso organismo, só que em um alto nível de pureza e em grandes concentrações”, garante o pesquisador Gilberto Orivaldo Chierice, da Universidade de São Paulo (USP).

Por que tanta discussão em torno dessa substância?
Segundo nota da USP, “A substância fosfoetanolamina foi estudada de forma independente pelo Prof. Dr. Gilberto Orivaldo Chierice, outrora ligado ao Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros e já aposentado. Esses estudos independentes envolveram a metodologia de síntese da substância e contaram com a participação de outras pessoas, inclusive pessoas que não têm vínculo com a Universidade de São Paulo.”

A universidade continua a nota dizendo que algumas pessoas não ligadas à USP tiveram acesso à substancia e a experimentaram em pessoas com câncer. Por ser ilegal distribuir medicamentos sem autorização do órgão responsável, ou mesmo testar em pessoas e ou animais, a Universidade se isenta de tal distribuição.

A Fosfoetanolamina tem estado presente nos noticiários de TV, rádio e internet. Tem sido comentada e divulgada em mídias sociais e parece que todo mundo tem algo a dizer sobre ela. Mas, afinal, quem é essa ilustre desconhecida de nome comprido e complicado?

A substância na verdade é um aminoácido(molécula que compõe uma proteína). Estudos indicam que ela reativa a morte celular programada, estimulado o sistema de defesa do organismo contra células de tumores malignos.

Existem de dois tipos:

Biológica e sintética. A biológica é encontrada em células do corpo e no leite materno.

Segundo o site jusBrasil “A FOSFOETANOLAMINA é uma substância produzida pelo corpo humano e pode ter como função combater tumores, impedindo-os não só de crescer como levando as células cancerosas à morte no processo chamado morte celular programada.

A Fosfo sintética “é uma substância idêntica à produzida pelo nosso organismo, só que em um alto nível de pureza e em grandes concentrações”, garante o pesquisador Gilberto Orivaldo Chierice, da Universidade de São Paulo (USP).

Por que tanta discussão em torno dessa substância?

Cápsulas de fosfoetanolamina: produzidas desde os anos 90 no Instituto de Química de São Carlos.

Segundo nota da USP, “A substância fosfoetanolamina foi estudada de forma independente pelo Prof. Dr. Gilberto Orivaldo Chierice, outrora ligado ao Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros e já aposentado. Esses estudos independentes envolveram a metodologia de síntese da substância e contaram com a participação de outras pessoas, inclusive pessoas que não têm vínculo com a Universidade de São Paulo.”

A universidade continua a nota dizendo que algumas pessoas não ligadas à USP tiveram acesso à substancia e a experimentaram em pessoas com câncer. Por ser ilegal distribuir medicamentos sem autorização do órgão responsável, ou mesmo testar em pessoas e ou animais, a Universidade se isenta de tal distribuição.

Fonte: Familia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *